CELEBRAÇÃO DO «DIA INTERNACIONAL DA MULHER»

Com o intuito de celebrar o «Dia Internacional da Mulher», a nossa Associação organizou mais uma iniciativa que muito nos alegrou e encheu de orgulho e vaidade.

 (Sim, para quê falsas modéstias quando, nas nossas idades, já nos é concedido o privilégio de nos sentirmos orgulhosas e vaidosas quando as iniciativas e eventos organizados com todo o empenho, dedicação e carinho, têm como objectivo fundamental reconhecer o valor intrínseco das acções que se praticam em prol dos outros e do seu bem-estar e felicidade?)

Assim sendo, no sábado dia 5/Março, a Casa do Educador recebeu os sócios, familiares e amigos que puderam estar presentes e, juntamente com alguns representantes da Câmara Municipal e da Junta de Freguesia de Amora – as minhas desculpas se não refiro todos os convidados representantes de cargos autárquicos ou de outras instituições – inaugurou-se uma Exposição de Pintura constituída por doze telas com técnicas expressivas diversificadas, das seguintes sócias: Adelaide Carvalho, Alda Correia, Amália Godinho, Antonieta Henriques, Augusta Rodrigues, Fernanda Jacinto, Maria Lança, Mariana Serra Costa, Margarida Cardoso, Odete Gonçalves, Olímpia Campos e Teresa Silva.

Após as palavras proferidas pelo Sr. Presidente da Casa do Educador e representantes autárquicos, o nosso colega Professor Jaime Ribeiro e Vice-Presidente da CES, apresentou todas as artistas plásticas aqui representadas através dos seus quadros, dando oportunidade a um segundo momento festivo, este dedicado à Poesia.

 Nas vozes de quatro amigos, tivemos o grato prazer de ouvir palavras muito belas dirigidas especialmente para nós, Mulheres.

Assim, Julião Garcia Assunção leu o texto poético «Visita», de António Lima Ferreira; na voz de João Correia ouvimos o poema intitulado «Mulher Poema», do nosso querido amigo João Alberto Bentes; Jerónimo Santos leu-nos o seu poema «Mulher»; finalmente, mas com grande pena nossa porque foi um breve momento muito belo dedicado à Poesia, o Reitor da nossa UnisSeixal, DR. António Luís Pinto da Costa, leu-nos o seu poema «Esboço de Mulher».

Num outro momento muito bonito, desta vez dedicado à Música Coral, o Professor Jaime Ribeiro apresentou-nos o Grupo «FLAMMA VOCIS», regido p’lo Maestro Vítor Reina, autor de alguns arranjos musicais para coro, os quais trouxeram uma nova beleza às peças musicais, valorizando-as com estas harmonizações. Muitos parabéns ao Maestro e a todos os coralistas porque nos encantaram com as suas bonitas vozes e reportório diversificado e muito belo.

Escusado será dizer que neste evento as flores não foram esquecidas; a todas as Mulheres foi oferecida uma bonita flor, conforme se pode constatar nas fotografias que irei adicionar a este meu relato de uma tarde excelentemente passada.

 Também é justo referir que a todos os presentes neste maravilhoso evento, foi oferecido um bonito programa, elaborado por quem sabe destas coisas e que poderão também apreciar através das fotografias.

Era chegado o momento do «Moscatel de Honra» mas, se me permitem a ousadia, direi que além do moscatel, foi servido um excelente lanche o qual nos propiciou, além de rever “velhas” e queridas amizades e conversas bem divertidas entre nós, um bom aconchego físico, já que o emocional e afectivo estiveram sempre “em beleza” com tantos miminhos que nos foram dedicados.

Depois, bem… depois sei através das fotografias que o nosso querido amigo Alberto Maia nos presenteou e já publicadas em álbum colocado na página do FB da CES, que a animação, as cantigas e o convívio se prolongaram até às tantas mas, com grande pena nossa, tivemos mesmo de nos ausentar após o lanche.

Tenho de acrescentar como nota final o seguinte: se hoje se celebrou o «DIA INTERNACIONAL DA MULHER», organizado por uma instituição denominada CASA DO EDUCADOR DO SEIXAL, é simplesmente porque, há alguns anos atrás, um grupo de Mulheres, com “garra”, determinação, muito trabalhinho, muitas reuniões, … teve a iniciativa de criar a CASA DO PROFESSOR/EDUCADOR DO SEIXAL.

 É evidente que, como em tudo nas nossas Vidas, essas Mulheres que inicialmente estiveram na «linha da frente», foram sempre apoiadas e ajudadas pelos colegas Homens.

1º. – O meu enorme bem-haja a esse grupo de colegas e amigas que iniciaram o movimento para criar a nossa Associação.

2º. – Para todos vós – Mulheres e Homens – que estão ou estiveram à frente dos destinos da nossa Associação, o meu enorme bem-haja também p’las dificuldades que enfrentam e vencem, graças ao vosso imenso trabalho, dedicação, coragem, determinação, enorme sentido ético-profissional e grande, mesmo muito grande generosidade já que tudo o que fazem é em autêntico e nobre regime de voluntariado.

Sim, é por tudo o que referi, ainda que superficialmente, que todos nós – Mulheres e Homens – nos sentimos com imensa vaidade e orgulho de pertencermos à Casa do Educador do Seixal!

 

Bem-haja.

 Mª. Lourdes Mano

Quem Somos | Projectos | Agenda | Forum | Contactos